2/28/2006

SP Braga com olho na “Champions”


Ontem à noite, no Estádio Municipal de Braga, o Sporting de Braga encerrou a 24ª jornada da Super Liga com uma vitória folgada sobre o Rio Ave. A equipa bracarense venceu o Rio Ave por 5-0, permanecendo assim no 3º lugar da Super Liga a 4 pontos do líder FC Porto, o que poderá permitir o acesso da equipa minhota à Liga dos Campeões.
O Braga partiu para o intervalo a vencer por 1-0, golo de João Tomás que no segundo tempo volta a mexer no marcador, fazendo o segundo golo da noite. A equipa vila-condense não reagiu e aos 68 minutos o Braga volta a marcar por intermédio de Vandinho. Os golos não ficaram por aqui e aos 78 minutos o coreano Kim marca o seu primeiro golo para delírio dos 8 mil espectadores. Para finalizar o festival de golos, Delibasic marca o quinto golo do Sporting de Braga aos 84 minutos.
No final da partida, Jesualdo Ferreira felicitou os seus jogadores, agradeceu ao público a sua presença avisando que infelizmente os jogos não vão ser sempre assim e assume pela primeira vez a candidatura à Liga dos Campeões.

Imagem retirada do site http://www.ojogo.pt

2/27/2006

Rock in Rio está de volta a Portugal


Depois do sucesso que foi em 2004, o festival Rock in Rio está de regresso a Portugal.
Esta 2ª edição terá lugar no Parque da Bela Vista, em Lisboa, nos dias 26 e 27 de Maio, 2, 3 e 4 de Junho.
O festival contará com as presenças já confirmadas dos Guns'n'Roses, Sting, Anastacia, Shakira, Red Hot Chili Peppers, Jota Quest, Ivete Sangalo, Carlos Santana, Roger Waters dos Pink Floyd e dos portugueses Rui Veloso, Xutos e Pontapés e Da Weasel.
Os bilhetes podem ser comprados nos 64 balcões do Millenium BCP, nas lojas FNAC e FNAC Service, na Internet, no site oficial, www.rockinrio-lisboa.sapo.pt e no site do Millenium BCP, www.milleniumbcp.pt.
Este ano o Rock in Rio criou dois tipos de bilhetes: bilhete diário (53€) e bilhete de dois dias (90€), que permite uma combinação de dias de acordo com o gosto e interesse de cada pessoa. Crianças até aos 6 anos não pagam entrada.
O Rock in Rio é um projecto social cujo mote é "Todos sobre a mesma bandeira" que tem como embaixador, este ano, o seleccionador nacional Luiz Felipe Scolari.
O objectivo deste projecto é angariar fundos para ajudar a construir um mundo melhor para as crianças portuguesas com defeciência visual, mental e stress pós-traumático de várias instituições.

Fonte: site oficial do Rock in Rio
Imagem retirada do mesmo site.

2/26/2006

Sporting bate Académica por 3-0


Ontem à noite, o Sporting bateu a Académica por três bolas a zero no Estádio Cidade de Coimbra, com cerca de 15 mil adeptos.
O Sporting inaugurou cedo o marcador por intermédio de João Moutinho que marcou o primeiro golo da equipa leonina, aos 2 minutos. Um jogo bastante disputado, em que nos últimos minutos do primeiro tempo, os estudantes mostraram-se mais ofensivos, pondo Ricardo à prova.
No segundo tempo, aos 58 minutos, surge o segundo golo do Sporting. Hugo Alcântara não consegue afastar a bola e coloca-a em Liedson que num remate fortíssimo com o seu pé esquerdo faz o segundo tento dos leões.
Aos 87 minutos, o árbitro da partida, Jorge Sousa, não teve dúvidas ao mostrar o cartão vermelho a Pedro Roma por agressão a Liedson e a marcar grande penalidade. A Académica vê-se assim obrigada a colocar na baliza o jovem médio Gelson, já que tinha esgotado as substituições. È Nani que converte a grande penalidade em golo, fechando assim o marcador.
O Sporting é assim o segundo classificado da Super Liga, a dois pontos do FC Porto. No final da partida, Paulo Bento mostrou-se satisfeito com o trabalho da sua equipa e confessa que o melhor resultado para o Sporting, seria um empate entre o FC Porto e o Benfica.

Imagem retirada de http://www.google.pt/

2/21/2006

Tarde recheada de golos em Barcelos


Gil Vicente e Académica de Coimbra protagonizaram, no passado domingo em Barcelos ao cumprir a ronda 23 da Superliga, um autêntico jogo de nervos que acabou com a vantagem mínima da equipa da casa por 4-3 frente à equipa de Nelo Vingada.
O primeiro golo da partida foi alcançado por Joeano, avançado da Académica, logo nos minutos iniciais. Joeano responde da melhor forma ao cruzamento de Ezequias, que minutos mais tarde seria expulso com vermelho directo numa altura em que a Académica dominava por completo a partida. O Gil Vicente soube tirar dividendos pelo facto de ter um atleta a mais em campo, e João Pedro, lateral da equipa barcelense, iguala a partida aos 21 minutos do primeiro tempo. Dois minutos depois é Mateus, avançado de Barcelos, quem vira o placar a favor da equipa da casa. Ambas as equipas continuavam empenhadas em vencer a partida tornando o jogo cada vez mais disputado e intenso. Não demorou muito para que a Académica chegasse ao empate, mesmo em desvantagem numérica, de novo por Joeano, desta feita através de uma grande penalidade cometida por Gouveia, defesa do Gil, que corta um lance de perigo na área com a mão. A igualdade durou apenas quatro minutos já que Gregory, defesa central da equipa da casa, dá de novo a vantagem mínima ao Gil. Assim terminou a primeira metade do desafio bastante disputada e com o final ainda muito em aberto.
Na segunda parte a Académica entrou disposta a lutar pelo resultado e Joeano faz o “hat – trick” em Barcelos restabelecendo a igualdade no Cidade de Barcelos. O último golo do jogo foi quase ao cair do pano (88´), numa combinação entre Mateus e Carlos Carneiro, que não deixou escapar a chance e garantiu a vitória sofrida do Gil Vicente.
Ulisses Morais declarou que “o Gil Vicente jogou de forma empenhada, competitiva e confiante que nunca se deu por vencido", comentou o técnico gilista a propósito de "um jogo duro emocionalmente". Nelo Vingada, treinador da Briosa, afirmou que a Académica “vai continuar a lutar ciente de que as coisas ficaram agora complicadas, mas a Académica jogando, como hoje, seguramente terá argumentos para poder estar noutra posição classificativa".

2/20/2006

“A Mão que Pensa” no Museu Nogueira da Silva


O Museu Nogueira da Silva apresentou ao público entre os dias 24 de Novembro e 18 de Fevereiro uma exposição de Valério Adami, intitulada “A Mão que Pensa, Desenho e Narrativa”.
O actual presidente do Instituto do Desenho brindou esta exposição com uma verdadeira obra artística plena de cenas, figuras e símbolos, em lápis sobre papel 48´36, onde o efeito dos traços rasurados pela borracha confere às imagens a orientação a um mundo intemporal.
A experiência pessoal adquirida pelo autor nas suas viagens a locais tão distintos como Europa, Estados Unidos da América, América Latina e Índia reflete-se bastante nos desenhos ao abordar temas tão variados como “Progress and Poverty”, “Indian Wedding”, “Le mur des Lamentations”, “Hiroshima”, “Par Coeur” ,entre outros.
Valério Adami confere também um cunho muito pessoal a desenhos como “Autoportrait”, “L’angelo”, “Figuracontrafigura”,”Printemps”, “Dolce Amaro”, “Calvário” ao suscitar no espectador uma atmosfera inconsciente, não muito clara, inclusivé onírica.
Num segundo momento desta mostra, o autor apresenta-nos um conjunto de quatro aquarelas, que mais uma vez evidenciam traços culturais e estéticos e imagens em movimento, marcadas por cores mortas.
Valério Adami , “um pintor para quem a memória equivale, por assim, dizer à articulação entre o pensamento e a acção sensível que envolve cada espectador” consegue sem dúvida surpreender o público ao revelar um outro mundo de imagens fascinantes que se escondem nos traços e linhas executados.
Esta exposição foi mais uma das actividades organizadas pelo Museu, de forma a comemorar os 30 anos de legado à Universidade do Minho.